Chery Notícias Equipe Carros da China

Autoesporte adentra o universo dos carros orientais

Abaixo uma matéria super bacana da equipe Autoesporte, que foi enviada para nós da Equipe Carros da China. Equipe da publicação dirigiu cinco modelos chineses em São Paulo e avaliou o ainda inédito Benni Mini.

A Autoesporte deste mês traz para os automaníacos informações do outro lado do mundo. Uma reportagem especial de oito páginas aborda a evolução do estilo e as principais características dos carros chineses, que devem começar a ganhar espaço de mercado nos próximos anos. Além disso, a matéria de capa traz um supercomparativo entre japoneses e coreanos.

Foram colocados lado a lado os inéditos Honda CR-V e o Kia Sportage Flex, além de seis duelos em diferentes categorias: March x Picanto, Fit xSoul, Civic x Cerato, Lancer x Elantra, Hilux SW4 xSorento. O novo Hyundai Azera foi testado pela revista.



Juntas, as três nacionalidades representam mais de 17% das vendas do mercado brasileiro. Em 2011, os chineses chegaram a quase 35% dos 199.366 carros importados por marcas sem fábrica no Brasil, o que representa dois em cada 100 automóveis vendidos em território nacional.

De acordo com a publicação, os chineses avaliados possuem algumas características em comum. Por exemplo, os motores de baixa cilindrada, o formato compacto e os preços acessíveis – a soma dos valores dos cinco carros é de R$ 146.700, apenas um pouco maior do que o Hyundai Azera.

Dentro os cinco, há um inédito, o Benni Mini. Com o design inspirado no Citroën C1, no Peugeot 107 e no Toyota Aygo, será lançado em abril custando a partir de R$ 27.900.

Outro que ainda busca aprovação dos consumidores brasileiros é o Chery S-18, que acabou de chegar ao mercado. É o primeiro chinês movido a álcool e gasolina, custando R$ 31.900. Apesar do estilo moderno e de um motor com bom desempenho, tem um risco no currículo. Passou por um recall devido a um problema no pedal dos freios logo depois do lançamento.

O Chery QQ, segundo a avaliação da reportagem, ainda tem muitos pontos essenciais a serem desenvolvidos. Ele tem sinais de montagem irregular, chapas desalinhadas e rebarbas, o que é compensado com o painel digital e bom nível de equipamentos como travas e vidros elétricos, ar, direção hidráulica e ABS.

Fórmula 1

A edição de março conta com uma matéria que fala dos 40 anos comemorados pelo Grande Prêmio do Brasil. A redação levantou 40 curiosidades que marcaram a primeira prova, realizada em março de 1972, vencida pelo argentino Carlos Reutemann.

Os leitores também poderão fazer uma viagem ao atual autódromo dos sonhos da Fórmula 1, localizado no complexo chamado Yas Island, nos Emirados Árabes. O repórter Marcelo Serikaku foi ao local para apurar o que há de tão mágico por lá e andou num F1 como carona do piloto Lucas de Grassi.

A revista Autoesporte chega às bancas nesta sexta-feira (24/2).

Fonte Autoesporte

Sobre o autor | Website

Alexandre Carvalho é empresário na área de Marketing e Coaching. Uma das suas empresas é a Forcom, especialista em gestão de marketing e conteúdo. Ativo e interessado em diversas temas, tem como objetivo divulgar o segmento de Carros Chineses no Brasil.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!