Lifan Notícias Equipe Carros da China

Marcas chinesas ganham posição no ranking de venda de veículos

Em meio às discussões sobre o aumento do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) em 2011, o mercado automotivoviu o crescimento das marcas chinesas. Segundo o ranking de veículos vendidos por marca, do Renavam, a marca Chery passou da 17ª posição em 2010 para a 15ª no ano passado, atingindo participação de 0,63% no mercado de automóveis.

Apesar de não ter base comparativa com 2010, a Jac Motors terminou 2011 na 14ª posição, com 2.402 unidades vendida e participação de 0,69%. A montadora deixou para trás marcas como Land Rover, Suzuki, Mercedes-Benz e BMW.

Estas últimas, por sua vez, ficaram entre os piores desempenhos do ranking, ao cair três posições, na comparação com 2010.

Cinco maiores

De acordo com a Agência AutoInforme, as cinco primeiras posições se mantiveram iguais a 2010. Fiat, Volkswagen, GM, Ford e Renault são novamente as cinco montadoras com a maior participação do mercado.

A primeira vendeu 754.138 unidades, com participação de 22,02% no ano passado, enquanto a quinta colocada vendeu 194.295 veículos, tendo a participação de 5,67%. Veja na tabela abaixo o desempenho de 20 montadoras em 2011:

Posição Marca Unidades vendidas Participação
Fiat 754.138 22,02%
VW 698.386 20,39%
GM 632.170 18,45%
Ford 313.991 9,17%
Renault 194.295 5,67%
Hyundai 114.871 3,35%
Toyota 99.213 2,9%
Honda 92.905 2,71%
Citröen 90.033 2,63%
10º Peugeot 85.792 2,5%
11º Kia 77.036 2,25%
12º Nissan 67.334 1,97%
13º Mitsubishi 55.527 1,62%
14º Jac Motors 23.728 0,69%
15º Chery 21.682 0,63%
16º Hafei 16.725 0,49%
17º Mercedes-Benz 15.649 0,46%
18º BMW 12.074 0,35%
19º Land Rover 8185 0,24%
20º Suzuki 7383 0,22%
Fonte: Renavam/AutoInforme

Fonte: InfoMoney

Sobre o autor | Website

Alexandre Carvalho é empresário na área de Marketing e Coaching. Uma das suas empresas é a Forcom, especialista em gestão de marketing e conteúdo. Ativo e interessado em diversas temas, tem como objetivo divulgar o segmento de Carros Chineses no Brasil.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!