Jac Notícias Equipe Carros da China

Obras da JAC Motors ainda não saíram do papel

O terreno que deve abrigar a fábrica da montadora JAC Motors em Camaçari permanece praticamente intocado desde o lançamento da pedra fundamental da obra. Em 26 de novembro do ano passado, a empresa anunciou o início da obra para a construção da planta de R$ 900 milhões.

A exceção da placa alusiva à pedra fundamental, que não está mais lá, a tenda que recebeu os convidados da festa e os tratores usados para anunciar o início imediato da obra, pouca coisa mudou nos últimos cinco meses.

De acordo com o coordenador do Grupo Executivo da Indústria Automotiva, Reub Celestino, as obras ainda não foram iniciadas por conta da ausência da licença ambiental do empreendimento.

“A pedra fundamental foi lançada no fim de novembro, mas ficou faltando a licença ambiental, que está em andamento e deve ser resolvida até a próxima semana”, explicou Celestino.

Segundo ele, a autorização já foi solicitada pela JAC Motors e está em processo de finalização. “Enquanto não for formalizada a licença, não se pode fazer nada no terreno, nem a terraplanagem. E a JAC Motors está respeitando isso”, diz o coordenador do Grupo.

Um dos entraves para a regularização do terreno foi solucionado na última sexta-feira, quando o município de Camaçari alterou a legislação que altera o ordenamento urbano e permite o uso do terreno.

Prazo de inauguração – De acordo com Reub Celestino, o intervalo de cinco meses entre o lançamento da pedra fundamental e o provável início efetivo das obras em maio, não deve prejudicar a previsão de inauguração da fábrica, até o fim de 2014.

“Os prazos em projetos deste porte já levam em conta eventuais atrasos provocados por questões de burocracia ou provocados pelo tempo. Em novembro ou dezembro de 2014, a fábrica inicia a operação”, garante.

Na última sexta, 26, em contato telefônico com a reportagem, o assessor de imprensa da JAC Motors, Eduardo Pincigher, garantiu que as obras tinham sido iniciadas há 90 dias e que o terreno estava em fase final de terraplanagem.
“A obra está a todo o vapor. Em nenhum momento houve qualquer tipo de paralisação.”, disse Pincigher, ao contrário do que se pode constatar no local.

Às margens da BA-530, conhecida com Estrada da Cetrel, o terreno permanece sem qualquer sinal da montadora. Até a cápsula do tempo, que guarda um dos veículos da marca, permanece desprotegida contra a ação de curiosos ou vândalos.

Vi no Portal A Tarde

Sobre o autor | Website

Alexandre Carvalho é empresário na área de Marketing e Coaching. Uma das suas empresas é a Forcom, especialista em gestão de marketing e conteúdo. Ativo e interessado em diversas temas, tem como objetivo divulgar o segmento de Carros Chineses no Brasil.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!