Chery Notícias Equipe Carros da China

Chery Celer chega em setembro para brigar com o VW Fox

A indústria automotiva chinesa cresce com velocidade e volume. A etapa mais importante para conquistar o mundo vem sendo cumprida com timidez: a melhoria na qualidade dos produtos. Mas há uma novidade que se mostra acertada.

Trata-se do Celer, hatch compacto da Chery que chega às revendas da marca em setembro. O carro é parte de uma nova safra de produtos desenvolvidos pelos fabricantes chineses.

O motor 1.5 16v (108 cv) garante aceleração vigorosa e agilidade nas retomadas, sem trabalhar em rotações muito elevadas. No Brasil, será flex.

O nível de ruído fica dentro do esperado para a categoria. O câmbio manual de cinco marchas tem engates precisos e sem os estalos presentes em outros modelos da marca asiática.

Vale dizer que o hatch foi avaliado apenas em retas planas e bem asfaltadas. Não deu para saber como o carro se comporta em subidas ou totalmente carregado.

CALCANHAR DE AQUILES

A suspensão é o ponto fraco do Celer. Optaram pelo conforto, mas exageraram: o carro ficou mole. Ao desviar de obstáculos ou mudar de faixa na estrada em velocidades moderadas, o veículo balança além da conta.

O espaço é bom, pois o Celer tem medidas próximas às do Renault Sandero. O Chery tem 4,14 m de comprimento e 2,53 m de distância entre-eixos, garantia de folga para os ocupantes dos bancos dianteiros e traseiros.

Há regulagem de altura do volante, e é fácil encontrar a melhor posição para dirigir. O carro só não é refinado; o som da batida das portas, por exemplo, é alto demais.

O acabamento dá sinais de evolução -é melhor que a maioria dos chineses disponíveis no Brasil atualmente. A disposição dos comandos preza pela boa ergonomia.

A Chery ainda não definiu o preço do Celer para o Brasil, mas será algo na faixa dos R$ 35 mil, abaixo do Cielo (R$ 43.990) e acima do Face (R$ 29.990). O novo modelo terá ar-condicionado, direção hidráulica, toca CDs, airbags frontais e freios ABS. O sistema flex do motor foi desenvolvido pela Delphi.

O modelo tem atributos e preço para enfrentar de cabeça erguida rivais como o novo Fiat Palio e o Volkswagen Fox, mas ainda precisa lidar com a desvantagens de uma rede de concessionárias pequena e vencer as desconfianças do grande público em relação à durabilidade e à qualidade de construção.

Vi no Jornal Floripa

Sobre o autor | Website

Alexandre Carvalho é empresário na área de Marketing e Coaching. Uma das suas empresas é a Forcom, especialista em gestão de marketing e conteúdo. Ativo e interessado em diversas temas, tem como objetivo divulgar o segmento de Carros Chineses no Brasil.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

1 Comentário

  1. The Post very nice. Five star