Chery Notícias Equipe Carros da China

Chery Celer fica aquém de nacionais similares

Quando os carros chineses começaram a ser vendidos no Brasil, muitos falaram em vencer a barreira do preconceito, em evitar torcer o nariz antes de realmente testar os produtos. Mas contra fatos não há argumentos. E o fato é que os automóveis chineses ainda deixam muito a desejar. Apesar de já ser possível notar algumas melhorias, eles ainda estão muito distantes em termos de qualidade em relação a qualquer outra fabricante que atue hoje no Brasil.

Lançado na última semana, o Chery Celer é um claro exemplo dessa situação. Nas versões hatch ou sedã, o compacto pode até ter uma lista de equipamentos recheada, mas ainda assim passa longe nos quesitos desempenho e acabamento de opções que chegaram ao mercado nos últimos meses, como Hyundai HB20 ou Chevrolet Onix – isso na mesma faixa de preço, R$ 35.990 para o hatch e R$ 36.990 para o sedã.

chery-celer

Seu preço, aliás, foi um fator determinante para a marca se firmar no Brasil, no caso com o subcompacto QQ. Um carro também bastante equipado, na faixa de R$ 23 mil, que vendeu 7.444 unidades no ano passado. Mas, para o Celer brigar com os novatos e com veteranos como Volkswagen Gol e Fiat Palio, ainda falta chão. Resta mirar no outro chinês que tem basicamente as mesmas características, o JAC J3, que fez um sucesso estrondoso quando lançado – graças a um bem elaborado plano de marketing – e cujas vendas agora começam a declinar.

Conhecido como Fulwin em outras partes do mundo, o Celer tem um design que não é de todo mal, apesar de parecer ter “emprestado” peças de outros veículos conhecidos por aqui – é impossível olhar para os faróis e não lembrar do (agora finado) Renault Symbol, por exemplo. O hatch tem uma aparência mais acertada, com traseira moderna e tampa do porta-malas que se abre de forma inteiriça. Já as lanternas do sedã parecem não conversar com o desenho dianteiro.

A Chery afirma ter modificado mais de 140 itens em relação à versão chinesa para adaptar ao gosto do brasileiro. Bom, então podemos concluir que ou os chineses aceitam qualquer coisa, ou acham que o brasileiro não merece um acabamento refinado.

Rebarbas estão por toda parte, as peças são frágeis e há parafusos aparentes em diversos lugares. Pelo menos airbag para motorista e passageiro, freios com sistemas ABS e EBD, ar-condicionado, direção hidráulica e sistema de som com CD e MP3 player são itens de série, uma forma de compensar pelo interior mal acabado.

chery-celer-2

Na estrada os problemas se tornam ainda mais evidentes. Apesar de um câmbio com bons encaixes, mesmo que com quarta e quinta marchas alongadas, e motor 1.5 de 108 cv (mesma potência com etanol e gasolina) que acelera razoavelmente bem, alguns detalhes incomodam quem está atrás do volante, a começar pelo alto barulho interno, causado não só pelo motor (que trabalha em rotação alta, contribuindo para aumentar o nível de ruído), mas principalmente pelo rolamento dos pneus.

Dá para perceber que o isolamento acústico não foi bem trabalhado. Outro aspecto que chega a preocupar o motorista é a trepidação intensa no pedal do acelerador quando o carro ultrapassa os 120 km/h.

O Celer será o primeiro carro da marca a ser produzido no Brasil, na fábrica de Jacareí (SP), a partir do final deste ano. Resta esperar que o automóvel brasileiro traga melhorias ou pelo menos um preço mais compatível com a sua realidade. Caso contrário a capacidade de produção, que inicialmente será de 50 mil unidades por ano, ficará ociosa.

Chery Celer 1.5 Flex
DADOS DO VEÍCULO
Motor 4 cilindros em linha, 16V, flex, 1.496 cm³
Potência 108 cv a 6.000 rpm
Torque 14 kgfm a 3.000 rpm
Transmissão manual de 5 velocidades
Peso 1.200 kg
Pneus 185/60 R15
Tanque 50 litros
Porta-malas 380 litros (hatch) e 450 litros (sedã)
Comprimento/largura/altura/entre-eixos 4,14 (4,47 o sedã)/1,69/1,49/2,53 (em metros)
Fabricado na China
PREÇOS
R$ 35.990 (hatch) e R$ 36.990 (sedã)
ACELERAÇÃO DE 0 A 100
Não divulgada
VELOCIDADE MÁXIMA
160 km/h
CONSUMO
13,3 km/l em percurso misto (com gasolina)
DE SÉRIE
Direção hidráulica, ar-condicionado, airbags duplos frontais, freios com sistema ABS e EBD, CD e MP3 player com entrada USB, rodas de liga leve de 15 polegadas
OPCIONAIS
Não há
PRINCIPAL CONCORRENTE
JAC J3

Vi no Carpress

Sobre o autor | Website

Alexandre Carvalho é empresário na área de Marketing e Coaching. Uma das suas empresas é a Forcom, especialista em gestão de marketing e conteúdo. Ativo e interessado em diversas temas, tem como objetivo divulgar o segmento de Carros Chineses no Brasil.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

2 Comentários

  1. Anónimo diz:

    Amid your planning time, learn however much as you can about Umrah and the manners in which you can make this adventure as expressly satisfying as could reasonably be expected.